CAMDA - A força do campo!
-
  • Localização Rua Chujiro Matsuda, nº 25 - Vila Endo

  • E-mail contato@camda.com.br

  • Telefone (18) 3502-3000

Ração Minercamda Equino Tropa

POR Roberta Marchioti, 01 JUN, 2021
01 JUN

A ração Minercamda Equino Tropa é produzida pela fábrica da Camda de Campo Grande/MS e em Uberlândia/MG; um produto indicado para equinos nas fases de crescimento, adulto em atividade leve, garanhões, reprodutoras em gestação e em lactação. Está disponível na forma peletizada, em vez de farelada como as nossas das rações para bovinos. A finalidade da ração peletizada é evitar perdas durante a alimentação e possíveis problemas respiratórios que são particulares em equinos, pois possuem o hábito de respirar ou fungar enquanto se alimentam, e na forma de peletes o alimento não é respirado como ocorre nas rações fareladas que contém muito pó.

Dentre os ingredientes que compõem esta ração, estão o milho moído, farelo de soja, farelo de trigo e/ou farelo de glúten de milho 21. O milho moído e o farelo de trigo são utilizados como fonte energética, já o farelo de soja e o farelo de glúten de milho como fontes proteicas. Contém também fontes minerais de Cálcio e Fósforo, além de probióticos e flavorizantes.

A ração já vem pronta para uso e sua recomendação de consumo está atrelada a qualidade do volumoso a ser utilizado, esforço físico feito pelo cavalo e desempenho esperado. Devendo ser oferecido diariamente junto com o volumoso ou separado a proporção de 0,5 a 1,0 kg da ração para cada 100 kg de peso vivo animal. Preferencialmente dividir o trato diário em duas ou mais vezes ao dia.

Na formulação desta ração preocupou-se em fornecer uma equilibrada fonte de fibras com o intuito de evitar problemas de cólicas e uma relação de cálcio e fósforo que dificultasse oportunidade do animal desenvolver o Hiperparatireoidismo Nutricional Secundário ou Oesteodistrofia Fibrosa, ou também conhecido como “cara inchada”, normalmente está relacionada a quatro fatores:

1. Deficiência de Cálcio na alimentação: baixa oferta de cálcio, ocorre menor absorção para a corrente sanguínea, diminuindo os níveis de cálcio e a relação Ca:P.

2. Excesso de Fósforo na alimentação: mesmo que os níveis de cálcio estejam corretos na alimentação, um excesso de fósforo causará o desequilíbrio na relação Ca:P.

3. Ingestão de oxalato: que é uma substância presente em algumas forrageiras que, ao ser absorvida pelo organismo, se une ao cálcio formando um quelato, tornando-o indisponível ao animal. Evitar pastagens ricas em oxalato como setária, o quicuio e alguns tipos de brachiárias.

4. Deficiência de vitamina D: sintetizada pela pele através do sol, a vitamina D é necessária para absorção do cálcio pelo organismo. Esta causa é menos comum, pois só acometem animais que não tomam sol, como animais de estábulos.

Ao chamarmos a atenção para o equilíbrio de Ca:P, ressaltamos a importância do suplemento mineral específico para equinos, como o nosso Minercamda Equinos, que deve fazer parte da dieta dos equinos, independente do fornecimento da ração ou não. O suplemento mineral deve ficar à disposição dos cavalos diariamente, e não apenas quando observar alguma deficiência.

 

 

RAÇÃO MINERCAMDA EQUINO TROPA

NÍVEIS DE GARANTIA

Umidade (Máx.)

125,0

g/kg

Proteína bruta (Mín.)

145,0

g/kg

N.D.T. – Estimado (Mín.)

740,0

g/kg

Extrato Etéreo (Mín.)

20,0

g/kg

Matéria Mineral (Máx.)

80,0

g/kg

Matéria Fibrosa (Máx.)

50,0

g/kg

FDA – Fibra Detergente Ácido (Máx.)

70,0

g/kg

Cálcio (Máx.)

20,0

g/kg

Cálcio (Mín.)

10,0

g/kg

Fósforo (Mín.)

4.000,0

mg/kg

Sódio (Mín.)

2.000,0

mg/kg

Bacillus subtilis (Mín.)

1,25 x 1010

UFC/kg

Bifidobacterium bifidum (Mín.)

1,25 x 1010

UFC/kg

Enterococcus faecium (Mín.)

7,50 x 109

UFC/kg

Lactobacillus acidophilus (Mín.)

1,75 x 1010

UFC/kg

 

Para melhores esclarecimentos favor procurar um de nossos técnicos na filial da Camda mais próxima.

 

 

Vinicius Elias Saraceni

Zootecnista – Camda